Pages

16 de fevereiro de 2008

Serious love

Há coisas que não estão acessíveis aos que cresceram demais...

Ontem uns amigos contavam que a sua filha de 7 anos lhes apareceu em casa com um bilhete onde se lia “you are hot”, escrito por um coleguinha da mesma idade. A mãe perguntou-lhe se ela sabia o que isto queria dizer, ao que a petiz lhe respondeu “yes… it means: serious love…!”

Deus espera que “cresçamos” até à estatura de uma criança para podermos entrar no reino dos céus:
Naquela hora chegaram-se a Jesus os discípulos e perguntaram: Quem é o maior no reino dos céus? Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles, e disse: Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus.
Mateus 18:1-4


“De modo algum” - diz Jesus
O céu não se abre aos que buscam reconhecimento, aos que se têm em elevada consideração, aos que não se sujeitam ao embaraço, aos que não têm tempo a perder …

A humildade pode encontrar-se em 3 atributos das crianças:
As crianças são expectantes, não se conformam com uma realidade estagnada, o dito “sistema”. Elas têm esperança, estão sempre à espera de surpresas, de heróis...
Empáticas, são sensíveis e integram-se rapidamente no que está a acontecer à sua volta, transbordam de alegria quando recebem presentes e choram sem qualquer embaraço.
As crianças confiam, até demais quando se trata de estranhos, e nunca desconfiam do amor dos pais mesmo quando não compreendem as repreensões.

Acho que poderia usar os mesmos atributos para definir a fé, diria até que sem humildade não há fé. Como disse Jesus noutra vez “ bem aventurados os humildes, porque deles é o reino dos céus”.
A fé tem muito de criancice. Mas não pode ser a criancice de quem nunca cresceu – essa não presta. É uma criancice para a qual se cresce dia a dia: em esperança, em empatia e em confiança em Deus.

2 comentários:

àgape disse...

é por isso que eu gosto tanto de trabalhar, de estar, de passar tempo com elas...

A propósito...esta semana enquanto brincava com o meu menino mais velho lá no trabalho, o meu patrão lá achou que estavamos a fazer muito barulho e disse: "meninos parem quietos!" lololol...acho que às vezes ele não me distingue dos filhos=)

Beijinho grande...

bitas disse...

eu quero ser uma criança.

bem, acho que às vezes cá em casa ficam na dúvida quem é o sobrinho e quem é a tia... xD