Pages

3 de fevereiro de 2009

Plenária GBU-Lisboa


Pessoal, é para aproveitarem:)
É muito fácil chegar lá: Vão de comboio até Entrecampos e apanham o Metro (1 estação só) até Cidade Universitária. A faculdade de letras fica à vossa esquerda passando pelo parque de estacionamento. Ao entrarem na Faculdade encontrarão indicações sobre a Plenária.

8 comentários:

Anônimo disse...

Pois eu acho que Deus no quer felizes, e se eu me sinto bem a fazer amor antes de me casar qual é o problema? faz de mim uma pecadora... e então a vida é minha eu é que decido... nao me venham dizer que sou indigna Dele só porque fiz amor com o homem da minha vida antes de me casar. Deus quer-nos felizes... portanto não me venham com as tretas do costume cheias de moralismos falsos, pois se olharem ao espelho de certeza que vêm algures na familia alguma "pecadora" que pensa tal e qual como eu... e tenho quase a certeza em como na altura nao a julgaram. Tenho dito!

mgl disse...

Numa coisa concordo com este comentário: "a vida é minha e eu é que decido". Esse é o maior dom que Deus deu ao ser humano liberdade para fazer muita coisa fora da vontade de Deus. Quanto a Deus querer que sejamos felizes... Há muitos deuses que dizem isso mas não o Deus da bíblia. Ele quer é que sigamos as suas palavras - isso sei que Ele diz muitas vezes por toda a bíblia.

Àgape disse...

Alguém disse:"Foste feito para agradar a DEUS!Foste Criado para seres eterno..a vida é apenas um ensaio geral, onde tudo o que fazes ditará como viverás do outro lado..."

Anônimo disse...

ficam com a vossa opinião que eu tenho a minha bem formada... aliás que eu saiba e durante 22 anos fui parva em acreditar e seguir a biblia (tenho quase 25 anos) a biblia foi escrita por homens (até ai td bem provavelmente foram os discipulos... o entanto ese bem se recordam pois foi dado na escola a igreja na Idade Média mandava mais que os reis... então o que não me leva a crer que essa mesma igreja não tenha apagado passagens dessa mesma Biblia, e escrito uma biblia modificando passagens de forma a que o povo (estupido e burro na época pois nao tinha estudos, e a sua maioria analfabetos) tivesse medo e fizesse o que a dita igreja quisesse? Ah pois é...

fiquem bem!

Anônimo disse...

Até parece q n se sabe q é uma tal de Raquel que está comentar... Ela já veio aqui ao blog mts vzs. Deus tenha misericordia de ti... Fika bem também!

jovensiecpp disse...

bem, este blog não é privado, portanto é acessível a todos e todos são livres para deixar o seu parecer. no entanto, este também é um blog que pertence a um grupo específico de jovens, os jovens da IECPP. portanto é direccionado para eles e para todos aqueles que se sintam bem vindos a vir até aqui.
enquanto jovens cristãos que somos, acreditamos na vontade perfeita de Deus para as nossas vidas. acreditamos também que a Bíblia é a Palavra de Deus tal e qual como Ele quer que a conheçamos. certamente que a História, como a conhecemos, demonstra bem o poderio da Igreja na altura... e sim, ela pode ter feito o que bem lhe apetecesse e fazer chegar até nós o que pretendesse. mas podemos não chamar ao povo (da altura) estúpido e burro ?! concordo com a parte do analfabetismo, mas outras necessidades eram colocadas em 1º lugar... talvez o trabalho que era a maneira de garantir o sustento de famílias numerosas e pobres. mas enfim, não estamos num debate de História, e certamente existem por aí muitos historiadores melhores do que eu para explicar ponto por ponto. no entanto, houve a Reforma (e a História também nos dá o seu parecer...) que abriu "portas"... e a Bíblia, outrora só acessível ao clero, chegou até ao povo... analfabeto.
e depois... temos a vinda de Cristo Jesus (ah! e a História também o referencia...) Aquele que acreditamos ser o Nosso Senhor e Salvador, que veio trazer a confirmação de Deus e da Sua Palavra, que é aquilo que nós acreditamos!

cara anónima, és bem-vinda aqui a este lugar... é pena não te identificares já que possuis uma opinião tão formada e idealizada, que defendes. é uma pena também seres a 1ª pessoa a comentar um post com o qual não concordas e não te identificas, mas ainda assim deixares transparecer a tua vincada opinião e "atirares para o ar" umas quantas ideias. no entanto, não deves ficar afectada por nós também mostrarmos a nossa opinião e aquilo que acreditamos como verdade para as nossas vidas. no mínimo, vamos respeitar a opinião uns dos outros... já que também somos tolerantes com os outros, mas não com o pecado. oiço a frase "ama o pecador, mas não o pecado", talvez aqui se aplique.
bem, e quando me vejo ao espelho é a minha imagem que aparece, não a da minha família! portanto citando as sábias palavras de Paulo "...que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal." (1 Timóteo 1:15), também eu sou pecador, mas Deus perdoa-me, se humildemente me chegar até Ele e lhe pedir perdão, verdadeiramente arrependido do pecado cometido.

"nao me venham dizer que sou indigna Dele só porque fiz amor com o homem da minha vida antes de me casar", não és indigna dEle não, mas o teu pecado afasta-te dEle sim. ELE AMA-TE, mesmo ao teres feito amor com o homem da tua vida antes de te casares. e ELE PERDOA-TE, mesmo ao teres feito amor com o homem da tua vida antes de te casares. e ELE ESTÁ À TUA ESPERA, se quiseres ir ao encontro dEle.

ah! e o "homem da tua vida" pode ser mesmo aquele com o qual te venhas a casar,... mas agora posso assegurar-te uma coisa... as consequências do teu acto virão porque de Deus não se zomba e aquilo que se semeia, é aquilo que se colhe.

zarah disse...

Uma correcção ao "a bíblia foi escrita por homens"... ou melhor, um acrescento - "por homens inspirados por Deus". Por homens que escreveram o que Ele quis. Se tivesse sido simplesmente escrita por homens, teria incongruências e incoerências a cada parágrafo. Coisa que não acontece.
Nós somos verdadeiramente indignos dEle - não importa se somos o pior dos pecadores ou a pessoa mais "boazinha" que exista. Não há nada que possamos fazer para O merecer ou para ser dignos do Seu amor.
A graça de Deus é um mistério e uma dádiva preciosa para aqueles que Ele chama. É natural que se estas realidades ainda não estão vincadas e cravadas no coração de uma pessoa, essa pessoa não tem ainda os olhos descobertos para as entender. Ou para entender os propósitos de certas ordenanças.

Querida anónima, quem quer que sejas... John Pipper disse "Deus é mais glorificado quanto mais satisfeitos nEle estamos" (em inglês até fica melhor e tal, mas pronto). Quando nos deleitamos em fazer a Sua vontade aí é que somos verdadeiramente felizes, qualquer que seja a nossa circunstância (dor, mágoa, alegria...). Naturalmente que há coisas que só entendemos e abraçamos e defendemos pela fé...

Anônimo disse...

Como quem não faz perguntas não encontra respostas, aqui vão algumas perguntas (talvez uma ajuda para os menos criativos):

1)Como sei que o homem com quem namoro é o "homem da minha vida"?

2)Encontro o "homem da minha vida" e dps assumo um compromisso ou assumo um compromisso com um homem que passa, a partir daí, a ser certamente o único "homem da minha vida"?

3)Quantos "homens da minha vida" existem?

4)Como me sentirei cada vez que perceber que o "homem da minha vida" com quem "fiz amor" não me considerava a "mulher da sua vida"?

Não nos enganemos! Quanta mágoa seria evitada se ouvissemos os conselhos do nosso Pai? Porque é que sabemos as respostas a estas perguntas e mesmo assim endurecemos o nosso coração e tentamos provar a Deus que nós é que sabemos o que é melhor para nós? O "homem da minha vida" é o homem que perante mim, Deus e os outros tem a coragem de dizer que independentemente de tudo o que possa surgir vai ESCOLHER amar-me e crescer comigo e, claro, é o homem a quem posso dizer o mesmo! A partir desse momento começa tudo a crescer (ao contrário do que temos visto nas familias - em que o casamento é o ponto mais alto do relacionamento!)

Se tiveste a sorte de fazer amor com o "homem da tua vida"! Uau... que óptimo! Mas bem vindo ao mundo real, isso quase nunca acontece! E acabar um namoro no qual houve tanta intimidade, por mais que alguém se queira enganar a si mesmo e enganar quem está à volta, magoa e marca-nos para a vida!

Bjinhos a todos** espero ter ajudado!

Vânia